Que coisa irritante!

Postado em 11/08/2014
a459373c-1c6a-11e3-_451354c

Homens e mulheres realmente são espécies iguais, em mundos diferentes. Você com certeza já teve que conviver com alguma mania irritante do sexo oposto e muito provavelmente você também faz coisas enlouquecedoras das quais ainda nem se deu conta.

A princípio, tentar disfarçar que notou, e que também não simpatizou, é a reação mais comum. Mas com a intimidade, alguns toques e um considerável investimento em demover aquelas coisas absolutamente despropositadas se tornam inevitáveis. Só que nem sempre a sua boa vontade e perseverança são suficientes para exorcizá-las.

O mar de rosas em que navegava a relação muitas vezes é atacado pelo terrível fenômeno do cotidiano, aquele capaz de revelar a face mais oculta do outro. A convivência desvenda detalhes íntimos e, muitas vezes, nada animadores daquela pessoa que você até poderia jurar que se tratava de um príncipe encantado.

Em casos assim é importante ter em mente que é muito difícil você mudar o outro. A melhor coisa é a pessoa analisar se a implicância vai levá-la a algum lugar, se vale desgastar uma relação por algo sem muita importância no contexto. Agora, se for tão irritante assim, o diálogo ainda é o melhor meio de se conseguir alguma mudança de postura em alguém.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *