O ciúme só pode ser considerado tempero especial da relação até certo ponto

Postado em 06/10/2014
Excesso-de-ciúme

O ciúme é uma emoção provocada pela falta de autoestima e ausência de confiança no que o outro sente por você. Pode ser maior ou menor, dependendo do nível de apego que se tem ao parceiro e envolve um certo medo de perdê-lo. Ele pode dar até uma graça à vida do casal, mas apenas se existir em doses homeopáticas, quando exagerado trás diversos problemas e pode até destruir o relacionamento.

Demonstrar um pouquinho de ciúme faz até bem a relação, mas se esse sentimento foi em uma crescente, torna tudo muito ruim para os envolvidos. Ele não possui uma causa única. Pode ser que em um relacionamento anterior a pessoa não fosse ciumenta, mas experiências desagradáveis a tenham levados a esse comportamento atualmente.

Sempre que algo esta desencaixado na relação, deve-se parar e conversar a respeito. Não é bom deixar passar nada. Uma conversa franca a respeito do que o outro faz, mas incomoda você, é preciso ser dito, sempre de uma forma amorosa e gentil. Afinal, as regras para um bom relacionamento devem ser definidas por ambos os envolvidos, e é preciso que um entenda os motivos do outro.

O ciúme pode ser positivo se conseguir levar cada um a refletir sobre seus atos e sentimentos. Porém, sentir ciúme intensamente significa claros problemas de autoestima e insegurança, o que precisa ser trabalhado. Porque, para ser feliz e se relacionar bem
com o seu parceiro, é necessário entender que é preciso estar, em primeiro lugar, bem com você mesmo.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *